Em menos de duas décadas, várias empresas chinesas de tecnologia posicionaram-se entre as maiores empresas do mundo, de acordo com seu valor de mercado.

Um exemplo são as empresas: Baidu, Alibaba e Tencent, popularmente chamadas de BAT, são comparadas com as versões asiáticas do trio ocidental: Google, Amazon e Facebook, ainda que vendam muitos outros produtos e serviços de tecnologia do que aqueles normalmente identificados pelos consumidores.

Há outras empresas criadas mais recentemente como gigante da eletrônica Xiaomi ou ChuXing Didi, que em menos de uma década saíram para conquistar o mundo e demonstrou a força comercial de dragões asiáticos.

“Empresários chineses criaram empresas para os mercados internacionais, replicando os modelos chineses que foram bem-sucedidos”, diz a BBC Mundo Benjamin Harburg, sócio-gerente da MSA, uma empresa de capital de risco com sede em Pequim.

Estas são algumas das razões que explicam como as empresas chinesas de tecnologia se tornaram gigantes globais, de acordo com as diferentes opiniões de especialistas consultadas pela BBC World.

1- Investir no exterior e adquirir empresas.

Em 2015, pela primeira vez, a China investiu mais no exterior do que as empresas estrangeiras investiram no país, fato que reflete o apetite das empresas chinesas de sair ao mundo e o desejo de Pequim de reforçar seu desembarque internacional.

modelo de negócios

2- Fornecer componentes para multinacionais ocidentais e montar produtos finais.

Esta estrada tem sido a rota mais tradicional, originalmente, para suprir a cadeia de produção internacional com o uso de mão de obra a baixo custo mas, no final, foi abrindo o caminho para melhorar a produção local de produtos de tecnologia.

3- Tornar-se o fabricante oficial de marcas ocidentais

Ser o fabricante oficial de marcas ocidentais permitiu que as empresas chinesas acumulassem um importante know-how para aprimorar o desenvolvimento tecnológico chinês.

4- Penetrar em mercados emergentes

As economias emergentes formaram um novo campo de batalha das tecnologias chinesa, européia e americana.
As empresas chinesas geralmente entram com preços mais baixos do que seus rivais, já que mantêm baixos custos de produção.

5- Exportar um modelo de negócios testado localmente

Depois de testar com sucesso no mercado local, o trabalho tecnológico chinês com modelos de negócios flexíveis e fáceis de se adaptar, como plataformas que integram uma variedade de serviços de e-commerce em um único lugar.

modelo de negócios

6- Crescer internamente com concorrência bloqueada

Várias empresas de tecnologia estrangeira como o Facebook e Google foram bloqueados no mercado chinês, uma decisão do governo que lhe dá uma vantagem única para as empresas locais de crescerem internamente capitalizando e em seguida sair para competir no exterior.

7- Parceria com empresas estrangeiras que chegam à China

Muitas empresas ocidentais, especialmente dos Estados Unidos, criticam duramente a China por subsidiar suas empresas com facilidades que não se comparam às restrições impostas às empresas estrangeiras que tentam entrar no mercado chinês.
Uma delas é a obrigação imposta pelo governo chinês a empresas estrangeiras de se associarem a uma empresa local para operar em território chinês.
Por estas razões, dizem os analistas, e também devido à entrada massiva de estudantes chineses em universidades européias e norte-americanas permitiu-lhes criar uma força de trabalho altamente qualificada para desenvolver tecnologia local, para investir em pesquisa e desenvolvimento.

Fonte: BBC News Mundo

Gostou do post? Clica na logo abaixo do nosso site e acesse para conhecer melhor nosso trabalho.