Tenho uma ideia de um aplicativo. E agora? O que eu faço?

“Nossa! Tive uma ideia para criar um aplicativo.” E agora? O que eu faço?

ideiaApp

Quem nunca teve essa curiosidade? 

Pois bem, para isso fui até o nosso querido “sabe tudo” Google e pesquisei sobre o que fazer e os resultados foram diversos, mas a maioria das publicações estavam relacionadas a fazer o registro do programa, do software e por seguir por este caminho.

O que temos a dizer sobre isso é totalmente o contrário. Deixamos claro, que esse post é para dar dicas, colocar nosso ponto de vista e compartilhar nossas experiências.

Como atuamos nessa área e, mais especificamente, com aplicativos mobile, vivenciamos essa grande dúvida de nossos clientes. Muitas pessoas nos ligam: “Olá, estou com uma ideia de um aplicativo e gostaria de saber como funciona, o que eu faço? E queria saber se vocês desenvolvem minha ideia”. Isso é muito comum. E é por isso que achamos legal e interessante fazer um post explicando o que sempre recomendamos aos nossos clientes.

Em um primeiro momento, procuramos entender a ideia do nosso cliente, saber quais são suas expectativas, pois, há clientes que querem desenvolver um aplicativo específico para a empresa dele, um negócio, algo estratégico e outros que esperam que a ideia seja inovadora.

Então para quem busca criar algo para seu negócio, sua estratégia, algo específico como um aplicativo para divulgar seus produtos, um aplicativo para colaborar com o trabalho de sua equipe, um aplicativo institucional de sua empresa, entre outras ideias.

A primeira coisa a se fazer, é colocar no papel tudo o que você gostaria que tivesse no aplicativo, como por exemplo: uma tela com um texto sobre a empresa, uma tela com a lista de produtos com imagens e detalhes do produto, entre outros tantos requisitos que você gostaria. Pense que você precisa vender sua ideia e fazer com que outra pessoa entenda de forma clara exatamente o que você tem em mente. Por isso é bom colocar tudo no papel e escrever de forma clara, se puder, até desenhar telas que você tem em mente ajuda na hora da outra pessoa ter uma visão do que você quer.

Feito isso, aí sim você está preparado para mostrar as empresas que tem como especialidade o desenvolvimento de aplicativos mobile a sua ideia.

Ok, mas o que acontece depois ?

Isso dependerá muito de empresa para empresa, cada empresa trabalha de uma forma, mas no geral, é feito uma análise, verificação de viabilidade, planejamento e escopo do projeto para passar um pré-orçamento ao cliente.

Já para aqueles que possuem a grande ideia inovadora, o primeiro passo é pesquisar para saber se a sua ideia já não existe (estado da arte) e se ela é viável. Pois, o investimento para o desenvolvimento de um aplicativo não costuma ser tão acessível se o aplicativo não tiver um objetivo estabelecido e com retorno garantido.

Então a nossa dica para quem quer colocar essa ideia em prática é: Pesquise, perca um bom tempo com a pesquisa, buscando mais informações sobre sua ideia, fazendo um planejamento, colocando no papel o quanto você está disposto a investir e, da mesma forma que foi falado acima, descreva sua ideia com o máximo de detalhes possível.

Comentários no Facebook